Uncategorized

nov19

Há duas estações predominantes: a seca, que vai de setembro a fevereiro e a chuvosa, com precipitações ocasionais, de março a junho. A temperatura tem pouca variação durante o ano, mantendo uma média de 28ºC, com muito sol e uma brisa refrescante. O clima da ilha é o tropical e ao longo do ano a temperatura da água do mar varia entre 26 °C e 28 °C.

O que levar para Noronha?

Durante o dia faz muito calor, mas à noite, após um dia ao sol, o vento pode deixâ-lo com frio.

Leve predominantemente roupas de verão, mas não deixe de levar de um agasalho. Para entrar na água, além das roupas de banho, leve máscara, snorkel, nadadeiras e uma camiseta, de preferência de lycra, para mergulhar e surfar sem ficar torrado pelo sol.. Em Noronha é comum ficar queimado sem perceber, pois a brisa e a água resfriam o corpo, fazendo com que não se perceba a ação solar. Não economize com protetores solares e hidratantes, leve chapéu ou boné e óculos escuros. Proteja os pés: leve um par de tênis para caminhar pelo interior da ilha e uma papete para andar entre as praias. 

nov19

Porque você vai se sentir único e privilegiado

Patrimônio Mundial da UNESCO, a ilha de Fernando de Noronha, desenvolveu uma verdadeira política de preservação do meio ambiente. Tudo para ajudar a preservar o paraíso terrestre e aquático do turismo de massa.

Você se sentirá praticamente sozinho no paraíso, pois raramente encontrará mais de dez ou vinte pessoas nas praias de Fernando de Noronha, que inclusive estão entre as melhores praias do mundo!

Com águas cristalinas, abundante vida marinha (golfinhos, tartarugas, raias, peixes …) e belas paisagens tropicais, o arquipélago de Fernando de Noronha é um dos mais bonitos e reservados locais naturais do Brasil.

Sua tranquilidade atrai casais do mundo todo, que vêm passar a lua de mel em Fernando de Noronha e aproveitam as maravilhas naturais desta ilha única no mundo.

… Porque o valor do arquipélago de Fernando de Noronha é excepcional e universal

Com uma beleza indescritível, o Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, localizado a uma distância de cerca de 340 km da costa brasileira, é formado por picos vulcânicos de uma cadeia submersa de montanhas.

No coração de uma superfície de um vasto oceano, as ilhas do Atlântico brasileiro formam um oásis de águas férteis que são locais de reprodução e habitat natural de muitas espécies como atuns, tubarões, tartarugas e muitos outros mamíferos marinhos que desempenham um papel crucial no equilíbrio do ecossistema da região.

A ilha de Noronha também é o lar da maior concentração de aves marinhas tropicais no Atlântico Ocidental, e incluem os únicos exemplares de Mata Atlântica Insular e mangue oceânico no Atlântico Sul.

Você verá que a sua viagem para Fernando de Noronha será uma experiência única!

… Porque ajuda a beleza de Noronha a permanecer intacta

Dentro do roteiro da sua viagem para Fernando de Noronha, não deixe de incluir a Baía dos Golfinhos, lá você encontrará uma população excepcional de golfinhos residentes da ilha. E é graças a taxa de preservação ambiental de Noronha que os golfinhos vão continuar vivendo ali.

A taxa ajuda a manter a ilha Fernando do Noronha praticamente intacta, sem muitas alterações, e principalmente, respeitando os limites da natureza mesmo tantos anos depois de sua descoberta (quase a idade do Brasil)! Legal, não é?


Conheça nossas políticas sustentáveis, garanta sua hospedagem em Noronha na Beco e continue ajudando a preservar Fernando de Noronha!  

nov19

O Arquipélago de Fernando de Noronha mexe com o imaginário de muitos brasileiros. O lugar tem fama de ser um paraíso na Terra, e quer saber? É mesmo!

Algumas de suas praias são as mais bonitas do Brasil, a água tem uma coloração incrível e a vida marinha é tão rica que é quase impossível descrever. O mergulho com cilindro é considerado um dos melhores do mundo e, mesmo nas praias, você pode nadar entre pequenos tubarões e tartarugas.

Com 21 ilhas e ilhotas, o Arquipélago possui apenas 17km². Há quem duvide que Fernando de Noronha mereça todos os elogios que se ouve, mas é tudo verdade! A beleza do lugar é inquestionável. Quando se fala em natureza, preservação e biodiversidade, o distrito, que pertence a Pernambuco, está de parabéns. Só vendo para crer.

Basta um mergulho pelas águas cristalinas da Baía do Sancho ou um snorkel na Baía dos Porcos para entender a magia de Noronha. As praias recortadas em meio a grandes formações rochosas parecem ter sido desenhadas à mão. A mistura de tons verdes, azuis-claros e escuros do mar são o cenário perfeito para quem busca tranquilidade e um pouco de inspiração.

Melhor época para ir a Fernando de Noronha

A melhor época para ir a Fernando de Noronha é na alta temporada, que vai de novembro a abril. De dezembro a março o vento muda de direção, fazendo com que as praias do mar de dentro ofereçam ondas tubulares de até 12 pés. No mês de fevereiro ocorre uma etapa do WQS na praia Cacimba do Padre, trazendo surfistas do mundo todo.

Picos de Surf

PORTO

Local de embarque e desembarque dos barcos que abastecem a Ilha e dos passeios turísticos. Lindo visual do pôr do sol. Pico pouco constante.

CACHORRO

Próximo a Vila dos Remédios, é um dos picos mais frequentados pelos locais quando as condições estão boas. As ondas variam de 2 a 8 pés.

CONCEIÇÃO

Uma das mais bonitas e extensas praias da Ilha. Pico muito frequentado pelos locais. Na temporada, as ondas variam de 2 a 8 pés, com esquerdas e direitas.

BOLDRÓ

Possui fundo de corais onde quebram ondas tubulares, variando de 4 a 10 pés. As ondas são rápidas e o fundo raso, o que exige muita atenção, predominando as esquerdas. Há um mirante que propicia uma linda vista da praia. Nos dias maiores, a onda lembra Pipeline.

CACIMBA DO PADRE

Com cerca de 900 metros de areia clara e fofa e várias árvores. É o principal e mais constante pico com ondas tubulares e fortes, que podem passar dos 10 pés. Fundo de areia funcionando com swell de norte e nordeste. Pranchas quebradas e caldos cinematográficos são normais e quando as condições estão boas é um dos picos mais crowd da Ilha.

LAJE DO BODE

Fica próximo da Cacimba. O fundo de pedra forma ondas perfeitas e tubulares, que variam de 3 a 8 pés, predominando as direitas. Muito boa para fotografar de dentro da água.

ABRAS

Longas esquerdas com formação de point break e ondas de 3 a 8 pés, longas e perfeitas, em fundo de pedra. Quando quebra, o pico fica bem crowd e dominado pelos locais.

Alguns outros picos menos constantes na Ilha tem seus bons dias principalmente quando o swell está grande o que é normal nas férias de verão.

Os melhores e mais constantes picos de surf são um pouco afastados da vila. Leve água, repelente e acessórios, como cordinhas extras e no mínimo duas pranchas.

Lembre-se que a temporada começa em dezembro e vai até março, com grandes swells de norte bombardeando as Ilhas.

nov19

As ilhas do arquipélago são exuberantes, oficializado pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), como patrimônio cultural da humanidade, é composto por 21 ilhas, rochedos de origem vulcânica em uma área de 26km². Por lá, que tal mergulhos? não importa se você é um mergulhador iniciante ou experiente, a ilha dá espaço para todos os tipos de desbravadores. Nade ao lado de golfinhos em uma das mais cristalinas águas do planeta.

Nos passeios de barco, a fauna se apresenta como um espetáculo, onde também é possível fazer piqueniques ou apreciar o anoitecer no arquipélago. Durante o período de seca, de dezembro até fevereiro, altas ondas surgem e invadem as praias do mar de dentro, especialmente a Cacimba do Padre, a praia preferida dos surfistas. Em época de chuvas, de março a agosto, uma surpreendente cachoeira é formada na praia do Sancho.

Com expedições de barco ao redor da ilha ou passeios a cavalo, nos roteiros sugeridos, é sempre possível uma alternativa única, para você ter apenas uma preocupação: aproveitar tudo o que há de melhor em Noronha.

nov19

A ilha desejada por muita gente, é cheia de segredos!

O arquipélago de Fernando de Noronha pertence ao estado brasileiro de Pernambuco e é formado por 21 ilhas, numa extensão de 26 km², tendo uma principal – a maior de todas também chamada “Fernando de Noronha” -, como única ilha habitada. As demais estão contidas na área do Parque Nacional Marinho e são desabitadas, só podendo ser visitadas com licença oficial do IBAMA.

Esta ilha que é desejo de muitos brasileiros quando se fala em viagem, também contém muitas curiosidades que intrigam e encantam os turistas:

1) Não nascem mais bebês em Noronha!

A administração de Noronha determina que mulheres grávidas devem sair em geral no sétimo mês de gravidez para ter o filho no continente.

2) Algumas praias fecham às 18h.

Depois das 18h, muitas praias de Fernando de Noronha fecham. Isso acontece para proteger as tartarugas marinhas, que chegam às areias para colocar seus ovos logo depois do pôr-do-sol.

3) Casamento no fundo do mar!

Já aconteceu um casamento no fundo do mar, na ponta da Sapata em 1991, reunindo um excêntrico casal de mergulhadores americanos.

4) Temperatura média de 28º.

O clima em Fernando de Noronha é maravilhoso, pois apenas ocorrem chuvas no período de março a agosto. A temperatura média é de 28º.

5) Como chegar em Fernando de Noronha?

Existem voos diários para Noronha, com saídas por Recife e Natal.

Há duas linhas aéreas que fazem o percurso para Noronha, AZUL Linhas Aéreas e a GOL. Se você está em outro estado é necessário pegar um voo da sua cidade (sugestão: troque suas milhas) para uma dessas duas capitais e depois é só embarcar em nosso pacote rumo a Ilha de de Fernando de Noronha.

6) Quando viajar para Noronha?

Fernando de Noronha pode ser visitada durante o ano todo. Para quem quer mergulhar, setembro e outubro são os meses mais indicados, quando o mar de dentro fica mais calmo e você tem visibilidade de 50 metros embaixo da água. Já para os surfistas, em janeiro as águas se agitam e levantam boas ondas. Em julho e de dezembro a fevereiro, o movimento na ilha é bem maior, faça a reserva com bastante antecedência.

nov19

Fernando de Noronha está a 545 km da costa do Recife (PE), sendo formado por 21 ilhas e ilhotas e possui um delicado ecossistema. Com uma população de apenas 3,5 mil habitantes, o turismo é desenvolvido de modo sustentável.

Os que visitam esse santuário são recompensados com praias belíssimas de águas quentes, calmas e repletas de golfinhos e tartarugas marinhas. Tantas belezas naturais assim transformam Noronha em um dos melhores destinos de mergulho do mundo.

Ao mesmo tempo, o arquipélago oferece paisagens únicas e muita aventura. Mergulho, flutuação e trekking são algumas das opções que o visitante tem para entrar em contato com a natureza ao mesmo tempo em que pratica esporte e se diverte.

Entenda como surgiu Noronha

O arquipélago de Fernando de Noronha é a parte emersa de um grande edifício vulcânico com sua base a quatro mil metros de profundidade e cerca de 70 quilômetros de diâmetro. Ele faz parte de uma estrutura alinhada de diversos montes vulcânicos submarinos que se estendem até a costa brasileira.

Resultado de violentas explosões vulcânicas há 12 milhões de anos –que lançaram ao espaço uma grande quantidade de rochas, cinzas e poeiras– alguns desses montes começaram a surgir acima da superfície do mar, como é o caso de Fernando de Noronha.

História e curiosidades

Fernando de Noronha foi descoberto acidentalmente pela segunda expedição exploradora de pau-brasil, sob o comando do navegador Gonçalo Coelho. Já o primeiro a fazer registros deste paraíso foi o navegador italiano Américo Vespúcio. Com isso, a ele foi atribuída à descoberta em 10 de agosto de 1503.

Temendo novas investidas, o Reino de Portugal implantou um sistema defensivo composto de 10 fortes. Eles estão localizados acima de todas as praias onde era possível o desembarque marinho.

X